Jornal A Trombeta Fernando Prestes São Paulo Brasil
Prefeitura de Fernando Prestes fecha as contas em 2019 com dinheiro em caixa, diz contadora Jandira Piovezan

Publicado em 04/11/2020 as 9h20

Declaração da contadora contradiz postagem em redes sociais sobre a administração pública de Fernando Prestes

 

A “Coligação Sempre Unidos por Fernando Prestes e Agulha” contesta a publicação nas redes sociais que mostra um balanço parcial referente ao 4º bimestre como justificativa para  os vereadores não aprovarem um crédito especial de R$30.000,00 para adquirir a área que será construída o lago em Agulha.

 

Wilson Molena, representante da coligação alega que a postagem publicada em um perfil no Facebook induz o leitor que a Prefeitura Municipal de Fernando Prestes não pagaria seus funcionários e fornecedores.  Na postagem um dos parágrafos diz “Se aprovássemos o pedido do prefeito muitos fornecedores ficariam sem receber, inclusive os funcionários!”

 

“Isso não aconteceu e autor da postagem sabe disso mesmo porque a prefeitura fechou o ano de 2019 com dinheiro sobrando em caixa. Estão vendendo uma imagem negativa de quem tanto fez pelo município” salientou Molena.

 

A reportagem procurou a contadora Jandira Piovezan, chefe do Setor de Contabilidade da Prefeitura Municipal de Fernando Prestes que juntamente Matheus D’ Agosto consultor contábil da empresa Metapública que presta serviço a municipalidade confirmaram que o município fechou o ano com todos os pagamentos em dia, tanto de funcionários como de fornecedores e ainda sobrou nos cofres públicos a quantia de R$1.155.708,00

 

Jandira Piovezan, que trabalha na contabilidade da prefeitura a mais de 40 anos, disse “que Junior Luchetti em todos os seus mandatos sempre foi muito criterioso e zeloso com o dinheiro público”.

 

A contadora Jandira e o consultor Matheus disseram que há uma previsão anual tanto de receitas como de despesas no orçamento da prefeitura e que isso vai sendo pago com a receita entrante de acordo com o está sendo executado.

 

Matheus deu como exemplo a conta de água que o município tem de pagar. No início do exercício fiscal há uma previsão de despesa anual com a conta de água, mas que vai sendo paga de acordo com o consumo todos os meses, mas o valor estimado consta do quadro de despesa e esse ciclo se fecha no fim do ano.