FERNANDO PRESTES 2001-2020
Moradores de F. Prestes e Agulha recebem máscaras de pano do município

Publicado em 01/05/2020 as 19h

Através de uma iniciativa da Prefeitura Municipal de Fernando Prestes e com a participação do Fundo Social de Solidariedade, das secretarias da Saúde e Assistência Social, voluntários e funcionários públicos foram confeccionadas máscaras “caseiras” e já estão sendo distribuídas à população.

 

A distribuição das máscaras de pano foi feita pelas Agentes Comunitárias da Saúde de acordo com as microáreas constantes no cronograma de atendimento da Estratégia de Saúde da Família. Segundo Carlos Nicikawa, coordenador e gestor da Saúde Municipal a distribuição visou atender prioritariamente pessoas e seus familiares com doenças crônicas que fazem tratamento em outras localidades, como Barretos, São José do Rio Preto, Catanduva, etc.; pessoas com doenças crônicas; idosos; e funcionários municipais. “Diante desse contexto mais de 85% de nossa população já recebeu as máscaras levando em consideração que o município de Fernando Prestes possui 1.400 idosos” disse Nicikawa.

 

Daniela Godoy Luchetti primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade que está acompanhando todo o processo, desde a aquisição de insumos até a distribuição, disse que até no início da próxima semana todos os moradores de Fernando Prestes e Agulha receberão máscaras de pano. Salientou a importante participação de toda a comunidade no empenho em combater a Covid19 e não propagação do coronavírus. Daniela agradeceu de maneira especial as costureiras voluntárias que participaram na confecção das máscaras. “Verdadeiras heroínas que não mediram esforços em proporcionar o bem estar e a saúde da população” concluiu Daniela. (veja relação das voluntárias abaixo)

 

Além das máscaras confeccionadas pelas voluntárias em Fernando Prestes e Agulha a prefeitura recebeu peças em doação e adquiriu outras para agilizar a distribuição.

 

 O processo de confecção começou no ultimo dia, 07/04, imediatamente após a chegada dos tecidos e insumos que foram adquiridos pelo Fundo Social de Solidariedade de Fernando Prestes. As máscaras em tecido tricoline 100% algodão foram cortadas por funcionários municipais e em seguida encaminhas às costureiras voluntárias para costura e finalização

 

Costureiras voluntárias

Agulha

Anésia Santinon

Cristina Doce

Dona Ni (Essa senhora não é a Ornilda)

Francisca Aparecida de Aguiar Campos (Nene)

Janete Baesso

Kelly Matias

Lucia Helena de Melo

Neusa Bigoloti

Neusa Tralli

Ornilda Camargo de Almeida

Santina Zaniboni

Veni Marquezine

Vilma Pinceta

 

Fernando Prestes

Ana Lourdes da Silva Okanha

Andréia Okanha da Silva

Cleonice Casturino

Elisa Lavrini Penteado

Elza Serafina Urbano Trovo

Fátima Regina da Silva  Bassoli

Gisele Margarida Marquese

Josefina da Silva Duque

Juliana Natuline

Liberata F. Manjerão

Marcia Aparecida de Souza Silva

Maria Aparecida da Silva Vilella

Maria de Biasi

Maria Laura Pecorari Lisboa

Marta Zaniboni

Maura Vergani

Regina Aparecida Canassa Rondanin

Renata Pioto

Rita de Cassia Alves da Silva

Silvia Helena Antonio Antonin

Vanir Borlolani Martins

 

Máscaras caseiras

 

O uso de máscaras caseiras é incentivado pelo Ministério da Saúde, Secretaria Estadual da Saúde e Secretaria Municipal da Saúde de Fernando Prestes. Para ser eficiente como uma barreira física, a máscara caseira precisa seguir algumas especificações, que são simples. É preciso que a máscara tenha pelo menos duas camadas de pano, ou seja dupla face. E mais uma informação importante: ela é individual. Não pode ser dividida com ninguém. As máscaras caseiras podem ser feitas em tecido de algodão, tricoline, TNT ou outros tecidos, desde que desenhadas e higienizadas corretamente. O importante é que a máscara seja feita nas medidas corretas cobrindo totalmente a boca e nariz e que estejam bem ajustadas ao rosto, sem deixar espaços nas laterais.

  

Dicas do Ministério da Saúde de como fazer e usar máscaras caseiras de pano

 Em primeiro lugar, é preciso dizer que a máscara é individual. Não pode ser dividida com ninguém, nem com mãe, filho, irmão, marido, esposa etc. Então se a sua família é grande, saiba que cada um tem que ter a sua máscara, ou máscaras;

 

A máscara deve ser usada por cerca de duas horas. Depois desse tempo, é preciso trocar. Então, o ideal é que cada pessoa tenha pelo menos duas máscaras de pano;

Mas atenção: a máscara serve de barreira física ao vírus. Por isso, é preciso que ela tenha pelo menos duas camadas de pano, ou seja, dupla face;

 

Também é importante ter elásticos ou tiras para amarrar acima das orelhas e abaixo da nuca. Desse jeito, o pano estará sempre protegendo a boca e o nariz e não restarão espaços no rosto;

 

Use a máscara sempre que precisar sair de casa. Saia sempre com pelo menos uma reserva e leve uma sacola para guardar a máscara suja, quando precisar trocar;

 

Chegando em casa, lave as máscaras usadas com água sanitária. Deixe de molho por cerca de dez minutos;

 

Para cumprir essa missão de proteção contra o coronavírus, serve qualquer pedaço de tecido, vale desmanchar aquela camisa velha, calça antiga, cueca, cortina, o que for.