FERNANDO PRESTES 2001-2018
Marcelo Fumagalli e Teto Passolongo são campeões da bocha em sua 23ª edição

Publicado em 28/07/2019 as 22h

Em 28/07 aconteceu no “Bar da Bocha” de Luiz e Marcelo Fumagalli em Fernando Prestes a grande final do 23º Campeonato Municipal de Bochas, denominado "Antonio Carlos Borgonovi" (Tiquinho) com a participação de 26 duplas.

 

A dupla de bochófilos Marcelo Fumagalli e Teto Passolongo faturaram o campeonato vencendo José Carlos e Darli Molena. A terceira colocação ficou com Márcio Dias e Duda Aguiar, representando Agulha,  que ganharam de Jorge Borgonovi e Roberto Bonelli. As quatro duplas que passaram pela quartas de finais são compostas por bochófilos extremamente habilidosos. Exceto Roberto Bonelli, todos já foram campeões em algum momento nesses 23 anos de tradição. O quarteto que disputou a final já ganhou diversos campeonatos regionais.

 

O campeonato municipal de bochas que faz parte das comemorações do aniversário de emancipação político-administrativa de Fernando Prestes foi implantado na gestão do prefeito Tião Machado em 1997 e contou com o apoio do comerciante Luiz Fumagalli que este ano completa 31 anos na direção do Bar da Bocha. Durante sua fala na entregas dos troféus o prefeito Bento Luchetti Junior salientou a importância do campeonato em manter vivas tradições do município de Fernando Prestes.

 

História da bocha

A origem da bocha (conforme alguns historiadores) remonta a um jogo praticado no Antigo Egito e na Antiga Grécia, em que se usavam objetos de formatos esféricos - pedras redondas.

 

Para Roger Nelson Steiger, no livro: "O emocionante espetacular esporte da bocha", parece entretanto não haver dúvidas que o jogo de bocha é de origem italiana e de que seu surgimento se deu no tempo do Império Romano, quando era praticado com o nome de "boccie", sendo durante a expansão do Império levado pelos exércitos de ocupação a todos os povos por eles dominados. Segundo o autor, já em 1500, o boccie era praticado na França, Itália, Espanha, Portugal, Inglaterra, tendo sofrido daquele tempo até hoje várias transformações e agora é visto como um esporte de considerável prestígio internacional.

 

Os latinos o propagaram profundamente durante a Idade Média, sendo o mesmo tão popular que é praticado nas praças públicas e nas ruas, a tal ponto que Carlos IV em 1319, e também Carlos V e mais tarde o Patriarca de Veneza, em 1576, foram obrigados a proibir a sua prática.

 

Esta prática foi trazida para a América pelos imigrantes italianos, primeiro para a Argentina e mais tarde para outros países. Os estados de São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, que receberam grandes concentrações de imigrantes vindos da Itália, foram responsáveis pelo início do esporte no Brasil, que posteriormente se espalhou por Paraná, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais.

 

Este esporte vem sendo praticado em clubes, centros comunitários, empresas, sindicatos, paróquias, praças, praias e CTGs. O Brasil se fez representar em diversos campeonatos Sul americanos, a partir de 1951. O primeiro Campeonato Brasileiro de Bocha foi realizado em 1964, na cidade de São Paulo, com a participação do Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, sagrando-se vencedora a equipe do Rio Grande do Sul. Em 1987, na cidade de São Caetano do Sul, em São Paulo realizou-se o 1º Campeonato Brasileiro Feminino de Bocha. O primeiro Campeonato Sul Americano de Bocha foi realizado na cidade de Buenos Aires, Argentina, no ano de 1994. No ano de 2006 o Brasil conquistou seu primeiro Campeonato Mundial de Bocha, realizado na cidade de Montenegro, no estado do Rio Grande do Sul, numa vitória contra a equipe da Itália. Integrou a equipe campeã brasileira Rubens Barrichello, o avô do piloto de Fórmula 1, Rubinho Barrichello. Texto de apoio: https://pt.wikipedia.org/wiki/Bocha . Acessado em 29/07/2019.